domingo, 31 de maio de 2009

Black Music

Salve genteeeeee.


Posto hoje um vídeo das inúmeras apresentações. Desta vez com a galera da Banca 7 que tem feito a coisa acontecer no hip hop gospel no Rio de Janeiro. Nos comandos Fydell W.O.S., que acabou de lançar seu novo cd em formato Mixtape, com seu aliado Totte.


Tive a honra de cantar com eles em uma apresentação no Projeto Vida Nova de Irajá e foi uma noite muito abençoada. O som do cara fica na cabeça e você não consegue esquecer.


A grande verdade é que ele, juntamente com o seu grupo R.E.P, tem feito sua história no black do Rio. Isto é muitíssimo importante para a consolidação do estilo no Rio aconteça. Existe uma vertente forte de Black Music entre cariocas e pessoas como Fydell e sua galera consolidam isto.


Logo logo vocês ficam sabendo,em primeira mão, das minhas coisas. Estão sendo preparadas.


Fydel W.O.S. Este eu indico. .



video www.banca7.com.br
Share

sábado, 16 de maio de 2009

A alguns posts atrás eu falei do John Legend e deixei o link do melhor vídeo. Agora segue o mesmo na íntegra. Olha o que este cara faz no piano e com a voz. Excepcional. Este EU INDICO:


video
Share

quarta-feira, 13 de maio de 2009




Gente, seguinte: O BLOG FOI INDICADO A PREMIAÇÃO. UHUUUUUUUUUUUUUU

Fui pego de surpresa mas fiquei muito feliz.
Acessem e votem, ok? Luv and respect
Share

quinta-feira, 7 de maio de 2009

O Brasil é um país que não quer educação

Olhe para a educação que temos hoje no Brasil. Examine cada aluno, seja do ensino fundamental ou médio da rede pública que você conhece e me responda: Como andam os alunos e a educação do Brasil?

Cotas raciais, belos descontos em formas de bolsas, Prouni. Você realmente acredita que estes recursos, criados até com uma intenção admirável primeiramente, vão resolver o problema de anos e que se mostra “calcificado”?

Entendo que alguém que estudou em escolas públicas, sem acesso a um nível excelente de ensino fica sempre atrás. Vez por outra encontramos talentos que conseguem romper estes “limites” e se destacam mas não representam alguma porcentagem considerável do todo. A verdade é que a classe pobre, ao pé da letra é uma classe menos favorecida e depende sempre de uma “ajudinha” para conseguir acesso as coisas, haja vista o polêmico caso de cotas, capaz de colocar alguém em uma universidade pública, mesmo sem nenhuma condição, apenas por sua cor de pele. Eu sou a favor das cotas, não se enganem comigo. Acredito que elas resolvem em curtíssimo prazo o problema. Minha pergunta é: até quando elas serão necessárias? Quando será o dia em que todos os negros do país terão uma base educacional nos ensinos fundamental e médio tão boa que não precisará de um favor pra fazer um nível superior?

Eu realmente não entendo. Nosso país visa os lugares mais altos da economia mundial. Vivemos um momento de glamour com os EUA e “o cara” pensa em emprestar dinheiro ao FMI. Isto é realmente uma coisa muito boa mas não podemos ficar alheios aos problemas internos que passamos e a educação hoje é precária. Não se esqueçam que os médicos, economistas e presidentes de amanhã são os estudantes de hoje.
Ano da França no Brasil, muito legal. Admiro este país e tenho um sonho de um dia estudar a língua mas porque não fazer também um ano da educação no Brasil? Porque não se nota esforços das autoridades para a melhoria deste sistema? Parece que tudo é mais importante que a educação, menos durante as campanhas eleitorais e não venha com esta história de que foi prometido e realizado o fim da aprovação automática porque ela tem a mesma intenção das cotas. Acabar com ela é o correto mas sem resolver a natureza do problema é covardia e o que mais temos visto são atos de covardia no Brasil.

“Eu tenho um sonho”. Só espero não morrer antes de vê-lo se cumprir. Ou a sociedade se posiciona quanto a esta questão, que atinge diretamente todas as áreas do país, inclusive dentro de nossas casas ou teremos que viver a sombra de outros para sempre e esperar um progresso que nunca virá.


----------------------------------------------------------------


Eu indico:

“Canal Futura. O canal do conhecimento”. Com este tema o Futura tem trazido realmente o conhecimento ao povo brasileiro, fazendo a sua parte como agente formador.

Percebe-se em cada programa e em cada chamada o compromisso que foi assumido pela Fundação Roberto Marinho e por seu patrono de levar instrução, entretenimento e conscientização ao povo brasileiro. Seus programas abordam temas super atuais, polêmicos e sempre com uma perspectiva positiva. Destaco os programas Mundo.doc, Sala de Notícias e Globo Ciências.

Acesse o site www.futura.org.br para conhecer mais sobre este projeto de sucesso. Este eu indico.


Share

sexta-feira, 1 de maio de 2009

A "CRÍTICA" DA CRÍTICA

Salve genteee. Peace.

Mais uma postagem pra pensar:

O Brasil é conhecido como um dos melhores países do mundo em produções de novelas e este título já vem de vários anos de muito trabalho, principalmente de divulgação internacional.
A Globo desta vez resolveu trazer , em “Caminho das Índias” a discursão sobre a cultura indiana, suas normas e condutas. Na verdade a parte religiosa e cultural é o centro da trama, podendo o telespectador conhecer os hábitos e praticas de um povo que, indiretamente tem muito haver com o Brasil. Isto porque Pedro Álvares Cabral, o descobridor do Brasil procurava o caminho marítimo para as Índias quando acidentalmente descobriu o nosso país, mas esta é uma outra história.

O que tenho a intenção de abordar aqui são alguns assuntos que influenciam diretamente a sociedade:

* Nossa realidade, quanto a Brasil é completamente diferente de qualquer outro país porque nossa “realidade” é outra. Nossa cultura e hábitos são próprios e não podem ser reproduzidos na integra em nenhum lugar do mundo, fora o fato de não termos uma estrutura social igual. Enxergamos a realidade de uma outra ótica porque, na verdade, não existe uma mas formas de realidades, no entanto, me pergunto diariamente porque o tom taxativo e discriminatório predomina, tanto na trama quanto em sua repercussão. As pessoas acham estranho alguém honrar mais a família do que um amor mas não percebem que comer arroz com feijão todos os dias pode ser também alvo de críticas em vários países que não tem este hábito.
Não existe o certo ou errado sobre este assunto mas formas diferenciadas e entendo que uma cultura não tem que ser questionada por um outro grupo social mas aceita como uma forma de conhecer outras culturas, e só.

* Existe uma proposta explicita para que eu copie o que vejo e tem sido assim no que diz respeito a novelas. Basta alguém cortar o cabelo de uma forma não tradicional na novela das 8 e cria moda. Na novela em questão não é diferente, tendo a influência nas roupas, na linguagem e até na religião que o país tem sofrido com Caminho das Índias.
Eu decidi não ser levado como barco no mar a deriva mas a buscar um senso crítico de todas as coisas e, sinceramente, algumas novelas tentam passar ao telespectador um “ Atestado de Ser Não Pensante”, o que acho um ultraje ao poder de interpretação do povo brasileiro.

Que tipo de pensamentos, questionamentos e novelas nos temos deixado paras as futuras gerações brasileiras? Esta é pra você pensar.

---------------------------------------------------------

Eu Indico:

Este cara tem se sagrado como um dos grandes interpretes de R&b dos últimos anos. Seu timbre inconfundível e sua versatilidade também como pianista tem se consolidado em todo o mundo, levando a música de Legend ao topo.

Suas produções, sempre em parceria com o mago Kanye West, parecem mais uma visão futurista do Jazz e da Black Music, ao estilo norte americano.

John Legend, este Eu Indico.




Site: www.johnlegend.com

O Melhor Vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=dcuR5xHDv8I
Share